Meditação do Arco-íris

Busque um lugar tranqüilo, preferencialmente na natureza aonde possam ficar com os pés descalços e ter um lugar para sentar-se durante uns 30 a 40 minutos sem ser interrompido. Libere seu corpo de pesos, cargas e objetos que possam distraí-lo; retirem os objetos eletrônicos e em especial retirem seus problemas e conflitos, agora você esta pronto para entregar-se a oportunidade de crescer interiormente.

Sentado numa posição confortável, invoque a divindade que mora dentro de nós para que assista e ilumine este momento; peça a Mãe Terra que lhe guie e proteja; feche os olhos e busque através de uma tranqüila respiração a chave da paz interior, permita que tudo seja natural e flua. A respiração profunda e calma será a chave de toda esta experiência, porque produzirá uma troca química no seu interior capaz de nos levar a uma freqüência vibratória mais elevada.

Uma vez conseguida a calma, tanto física como emocional, deixe que natural e progressivamente um halo de luz desça desde o céu ao seu redor; sinta-se inundado e protegido por este grande tubo de luz e quando todo seu corpo ficar saturado por esta luz até alcançar cada uma de suas células, sinta que milhares de gotas se desprendem do céu e caem através de seu cabelo, roçando seu rosto e percorrendo seu corpo; deixe que este momento se converta em eterno para que o Sol que habita seu interior se sinta vivo e seja capaz de conectar-se com o grande Sol que começa aparecer em cima de você. Permita que este contato seja possível e que seu Sol interior seja ativado pelo grande Sol celestial; “vejo em meu coração que sobre minha cabeça se há formado um belo Arco-Íris, o qual se transforma lentamente num Círculo Íris e que desce ao meu redor até chegar a base do primeiro centro energético (chacra) em meu interior”. A partir deste instante sem tempo, este Círculo Íris irá subir em um movimento circular tocando cada centro energético ao largo da sua coluna vertebral; cada um destes centros de irradiação magnética ficará impregnado com as cores deste poderoso Íris até elevar sua freqüência e estabelecer o contato com sua essência deixando que o amor seja a expressão pura e imutável deste momento. Agora este Íris alcançou a parte superior do seu Ser e deixará a Paz com um aroma de Luz inundando tudo ao seu redor e ao seu alcance. Neste momento de plenitude, sinta novamente sua respiração, calma e profunda, retornando a cada célula e a cada parte do seu corpo, sinta o movimento do sangue percorrendo suas veias numa peregrinação até as suas mãos e no momento em que isto ocorra, leve a mão esquerda até a altura do seu plexo solar consciente que a Mãe Terra, Pachamama, está em sua mão e agora ela se instala em seu centro vital; depois leve a mão direita até a altura do coração transportando Wiracocha, Pai Sol, para que desperte para sempre seu Sol interior que é capaz de iluminar a noite mais escura.

Antes de finalizar coloque sua costa em contato com a terra, entregando-se a força da terra, permita que seu dorso seja as planícies e suas pernas ligeiramente dobradas sejam as montanhas e formem os vales profundos onde moram os espíritos dos ancestrais de todos os tempos; agora vire suavemente seu corpo e beije a Terra, neste momento sinta que seu umbigo está se entrelaçando com o umbigo de Pachamama porque através deles fluirá a vida eterna e o caminho sagrado de todas as eras.

Exercício cedido gentilmente por Mallku, “James Arévalo Merejildo”, retirado do livro Eternamente Machu Picchu.

Traduzido livremente por Wagner Frota, “Jaguar Dourado”.

Voltar
Creative Commons License xamanismo.com - Caminho Xamânico - Esta obra é licenciada por uma licença:
Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil.