Sermão da Montanha do Corcovado

“Sinto pena de vós, milhões e milhões de irmãs e irmãos, meus mais pequeninos, expulsos das terras, solitários, embrenhados nas selvas, amontoados nas periferias, caídos em tantos caminhos, sem nenhum samaritano para vos socorrer.

(…)

Olhai as matas e os cerrados, a gigantesca cordilheira e o Amazonas imenso, os rios caudalosos e os vales profundos, os animais selvagens e os pássaros sem conta. Eles são todos vossos irmãos e irmãs. Domesticai vossa ganância. Como meu Pai os cuida, cuidai-os os vós também. Os seres todos do cosmos também herdarão o Reino. Serão transfigurados e existirão para sempre junto convosco, comigo e com o Espírito de vida no Reino do Pai.

Bem-aventurados sois vós, indígenas americanos, meus primeiros testemunhos nestas terras fecundas de Abia Ayala. Vossas cidades, vossas pirâmedes, vossos longos caminhos, vossos rituais, o Sol e a Lua que venerastes, são sinais de Deus verdadeiro, do Deus de longe e do perto, do deus por quem tudo vive. Não faltará misericórdia pelas guerras que fizestes para garantir os sacrifícios humanos que oferecestes.

Ai dos que vos subjugaram, dos que destruíram vossas culturas, dos que engoliram vossas flores, dos que tentaram castrar o sol, dos que derrubaram vossos altares, dos que confundiram vossos sábios, dos que impuseram suas doutrinas, de dia e de noite, com a violência da cruz e da espada.

Felizes daqueles dentre vós que acreditam na força secreta da semente. Eles terão o poder de ressuscitar o povo e reanimar as culturas para a alegria dos velhos e para louvor do nome santo de Deus, Viracocha e de Quetzalcoatl.”

Leonardo Boff (Teólogo e Frei Franciscano)

Voltar

Os comentários estão encerrados.

Creative Commons License xamanismo.com - Caminho Xamânico - Esta obra é licenciada por uma licença:
Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil.